Calabouço

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Calabouço

Mensagem por Mônica B. Ivashkov em Sex Abr 30, 2010 7:11 pm

Sombrio. Escuro. Frio. Úmido.

Um corredor que se estendia além da visão, com saletas ao longo dele. Pequenas janelas de grades emolduravam cada porta de aço fundido das salas.

Ali era onde os prisioneiros, ou melhor, a refeição dos Strigois ficavam.
Não passavam muito tempo ali. Isso dependia muito dá segue de sangue
dos moradores daquela mansão.

_________________________________________________
avatar
Mônica B. Ivashkov
Administradora

Idade : 28
Mensagens : 2915
Localização : Minas Gerais
Data de inscrição : 07/01/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Convidad em Qui Maio 06, 2010 9:47 pm

*Chego com uma pessoa desfalecida nos ombros, dava pra ver que era um homem usando uma jaqueta de couro preta, calça jeans e bota. Moreno, alto, cabelos meio compridos e um brinco em uma das orelhas. Na jaqueta estava borado o nome "Dan". Apesar de Kassandra ter me dito para não voltar a ter contato com pessoas da minha vida antiga, não resisti ao desejo de me vingar dos que me magoaram, e decidi que Dan seria o primeiro deles. Mas não ia matá-lo rápido. Primeiro o usaria para me alimentar, e também aterrorizá-lo. Depois dele seria minha mãe, Jeane. Cuidadosamente peguei Dan e o coloquei sentado encostado na parede e acorrentado. Em seu pescoço podia-se ver as marcas das minhas presas. Mas não havia sugado todo o seu sangue, deixei ele ali para sugar dia após dia, pois ele seria minha propriedade. Meu humano de estimação. Com minhas unhas enormes marco na pele dele bem na testa com arranhões escrito assim: "Propriedade da M.H." Depois saio e deixo ele ali, para quando ele acordar eu poder lhe dar um prato de comida, já que a idéia não é matá-lo rápido*

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Convidad em Sab Maio 15, 2010 4:07 pm

Post contém cenas hots em amarelo

*Assim que chego na Mansão vou direto pro calabouço pra ver como está Dan. Ele já tinha acordado e estava pálido e fraco devido ao sangue que eu havia tirado dele. Entrego o hambúrguer e a coca cola, desamarro as mãos dele, mas deixando ainda os pés acorrentados*

- Trouxe sua comida. Aproveita que estou sendo bozinha.

*Ele olha pra mim com cara de raiva*


- Por que está fazendo isso, Mari? O que você se tornou?

*Começo a rir enquanto me aproximo do pescoço dele, ele estica o pescoço porque afinal experimentou minha mordida e sabe como ela é gostosa*

- Porque eu quero, vou fazer você pagar por ter me traído com aquela vagabunda enquanto estávamos juntos. E o que eu me tornei? Bem simples, me tornei o seu pior pesadelo, Daniel Lucky!

*Passo a língua pelo pescoço dele e depois me afasto colocando um pedaço de hambúrguer em sua boca*

- Agora coma tudo direitinho, meu querido. Não quero que você morra agora. Primeiro quero me divertir bastante com você!


*Apesar da raiva ele come, porque a fome é mais forte que a raiva e a humilhação. Dou a coca na boca dele, e depois que ele termina arranco-lhe as roupas e começo me aproveitar daquele corpinho todo passando a boca, mordendo aquelas pernas, fazendo sangrar e passando minha língua. O safado fica excitado com o meu corpo, então também arranco minhas roupas e sento no colo dele, como fazíamos antigamente. Mas não era amor, era apenas luxúria. Faço isso enquanto bebo seu sangue. Quando termino deixo ele fraco ali deitado e coloco apenas sua calça de volta para que outros não vissem aquilo que é meu, me visto novamente e saio*


ROUND ENCERRADO

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Mônica B. Ivashkov em Dom Maio 16, 2010 9:10 am

[OFF: *moroi enxerida mode on* O.O]

_________________________________________________
avatar
Mônica B. Ivashkov
Administradora

Idade : 28
Mensagens : 2915
Localização : Minas Gerais
Data de inscrição : 07/01/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Isabelle Litvak em Seg Maio 17, 2010 1:32 pm

OFF: **comentário desnecessario** primeira cena mais HOT do jogo, adogo Q ;x /brinks, nem leio u,u ;x *aham* IWEOUGWEGOUEWOGU Q
avatar
Isabelle Litvak
Alta Colaboradora

Idade : 24
Mensagens : 843
Data de inscrição : 26/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Convidad em Dom Maio 23, 2010 11:31 am

*Chego no calabouço segurando uma mulher, praticamente arrastando-a pelos cabelos. Era uma humana, ruiva e de olhos cor-de-caramelo. Tinha sardas, um copo normal nem gordo e nem magro, e ela estava muito assustada*


- Por favor, pare! Me deixa ir! Não me mata!

*Ela me implorava com sua voz irritante, e aquilo pra mim tornava as coisas bem divertidas, mas não queria que ela gritasse muito alto pra não incomodar Kassandra, então a taco na parede com força fazendo-a bater com os pulmões ali, em seguida pego uma cola superbond e colo os lábios dela. A infeliz se debate, mas não consegue me fazer um arranhão sequer, já que não é páreo para minha força. Dan acorda ao ouvir o som dos gritos e olha horrorizado*

- Beth! Mas o que você está fazendo com ela, Mari?


*Ele me perguntou, e eu me aproximei dele sentando em seu colo respondendo*



- Eu a trouxe aqui pra te fazer uma surpresa, querido. Ela não é aquela vagabunda com quem você me traiu quando morávamos juntos?

*Dava pra ouvir o coração dele batendo rápido. Dan tinha ficado realmente surpreso, jamais esperou que eu fosse trazê-la aqui*


- Mas eu não te traí, Marian. Nunca tive nada com Elizabeth, você que ficou maluca naquela noite do show quando viu aquele abraço de amigos, mas foi só aquilo. Eu juro! Eu te expliquei tudo aquilo naquela carta!



*Levanto-me com ódio. Como ele podia mentir pra mim daquele jeito! Será que estava fazendo aquilo pra proteger a vida daquela infeliz? Como se caso eu acreditasse fosse liberá-la? Dou um tapa na cara dele bem forte que deixa meus dedos marcados na pele dele*

- Cale-se! Estou farta das suas mentiras! Não sou idiota. E além do mais não foi só aquele lindo abracinho que denunciou a sua canalhisse, meu querido. Seu amiguinho já tinha me deixado umas pistas. Mas não se preocupe. Eu agora vou matar essa vagabunda aqui bem na sua frente, pra garantir que pelo menos com ela você nunca mais vai me trair, não é mesmo? Ih ups, esqueci de uma coisa. Não temos mais nada um com o outro, não é mesmo? Mesmo assim isso vai ser divertido.

*Me aproximo de Elizabeth, que estava olhando com cara de assustada e se debate mais ainda quando fico perto dela, quebro seu pescoço antes de arrancar sua cabeça e beber o sangue. Depois vou despedaçando ela toda e jogando perto de Dan que começa a gritar assustado. Bato com a cabeça dele na parede pra ele desmaiar e parar de gritar, já que não quero incomodar Kassandra e Eric com o barulho, e depois pego uma esponja e sabão pra limpar minha bagunça, catando antes os pedaçoes de Elizabeth e colocando em sacos de lixo. Uma vez terminado o trabalho praguejo por ter sujado a minha roupa, e vou indo jogar os restos mortais fora, mas aí me lembro do cara estranho que eu havia visto mexendo nos corpos de nossas vítimas, e decido que não é uma boa idéia antes de falar com Kassandra ou Trish sobre aquilo. Deixo os pedaços dela no saco amarrado mesmo no calabouço, mas pretendo tirar dali antes que comece a feder*

Round Encerrado

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Convidad em Seg Maio 24, 2010 8:02 pm

*Chego com outro humano do meu lado, Dan estava acordado, fraco e dolorido por causa da pancada na cabeça*

- Oi amor, como está se sentindo hoje? Ah não precisa se esforçar falando nada. Hoje vou fazer um showzinho especial pra você com um amiguinho nosso aqui. Só pra você sentir um pouquinho do que eu senti quando você me traiu.

*Ele me olhava com cara de cachorro sem dono, uma lágrima caía de seus olhos, pois ele já sabia o que eu ia fazer*



- Não Mari. Por favor vamos conversar, eu nunca te traí. Acredite em mim!


*Implorava com a voz meio trêmula por causa da dor de cabeça que ele sentia. Mas eu não tinha piedade, estava me divertindo com ele. Era bom me vingar de todo o sofrimento que ele havia me causado quando eu o havia amado quando era damphyr, e era mais divertido ainda vê-lo submisso totalmente nas minhas mãos como um brinquedinho*

- Cale sua boca. Poupe suas forças, senão quiser que eu te desmaie de novo. Não quero te matar agora, mas o farei se for preciso.


*E então comecei tirando minha roupa, e mandando o outro humano tirar a roupa dele também. Dan era ciumento, e virava o rosto pro outro lado pra não ver o que eu estava fazendo. Então tratei de fazer bastante barulho. A compulsão era apenas pra caso o humano não se sentisse a vontade de fazer com platéia. Eu o beijava, e fazia ele se deitar ali ao lado de Dan enquanto eu subia em cima dele. Quando terminamos, eu cravei os dentes no pescoço dele e suguei até a última gota de seu sangue. Depois me vesti e pude ver Dan chorando de raiva olhando pra parede*

*Recolhi os corpos tanto do humano quanto o de Beth que ainda estava no saco plástico, e saí dali*


ROUND ENCERRADO

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Kassandra Vladescu em Seg Maio 24, 2010 8:14 pm

[OFF] ALOK
AI EU SOU PERVERSA
NÉ?
ALOK
estou passada dona mari
safadenha
HUASIHRIUASHRIUSAH
avatar
Kassandra Vladescu

Idade : 28
Mensagens : 234
Localização : Florianópolis
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Convidad em Qui Jun 03, 2010 7:37 pm

*Cheguei na Mansão e fui direto para o calabouço ver como estava Dan, encontrei ele deitado e com muito sangue envolta da cabeça. Ele estava de olhos fechados e a princípio pensei que ele estava dormindo ou desmaiado. Cheguei mais perto para acordá-lo, e percebi que seu corpo estava frio. Não! Não podia ser! Eu não pretendia matá-lo agora. Eu precisava dele, ainda queria me divertir muito com ele! Verifiquei o pulso, e seu coração não estava batendo. Daniel Lucky estava morto. Mortinho da Silva! Coloquei a cabeça dele no meu colo em uma carícia*

- Que droga Dan! Porque você tinha que morrer! A eternidade não vai ser a mesma sem você!

*Beijei os lábios daquele difunto, depois falei em seu ouvido*

- Eu estava até pensando em fingir acreditar que você não me traiu só pra poder te despertar e fazer de você o meu parceiro, que nem o Eric é da Kassandra. Você vai me fazer falta. É mesmo uma pena!

*Peguei ele no colo carregando pelos ombros, e levei ele lá pra fora. Infelizmente ele havia morrido. Eu ia sentir falta dele de verdade. Em vida eu o tinha amado tanto! Mas agora era tarde. A única vantagem era que eu podia usá-lo para mandar um recado para minhas queridas ex-amigas*

ROUND ENCERRADO

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Violet von Unwerth em Qui Jul 01, 2010 12:08 am

*A Strigoi guiava o dhampir pelo corredor escuro e úmido daquele calabouço. O local era sujo e desagradável, o cheiro metálico de sangue era perceptível até para um humano; Aquela recém descoberta área de tortura era quase degradante, mas era o que Violet tinha no momento. Ela caminhou até o final do longo corredor, avistando uma cela que aparentava ser a maior dali. Dentro do que, para Violet, era um cubículo ela viu uma cadeira com cordas e alguns instrumentos de tortura ainda sujos de sangue. Involuntariamente seus olhos brilharam com aquilo, como uma criança inocente recebendo seus presentes no Natal. Ela delicadamente guiou-o até a cadeira e fez menção para que o mesmo se sentasse. Quando o dhampir o fez, ela o amarrou firmemente a cadeira, de forma que logo seus pulsos e calcanhares estariam sangrando. O amarrou pois, além de ser mais divertido, queria ele fora do efeito da compulsão para "aproveitar" tudo. Não o queria mecânico, o queria sensível, gritando e implorando para ser solto. Ela sentou-se lateralmente em seu colo e passou a roçar os dentes pelo pescoço tatuado dele. Ele logo estaria livre da hipnose, mas antes ele lhe responderia uma pergunta.* Erick... onde mesmo disseras estar hospedado?
avatar
Violet von Unwerth

Mensagens : 115
Data de inscrição : 20/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Erick Oliver em Qui Jul 01, 2010 12:28 am

Continuei a segui-la até adentrar o calabouço, percorrendo o corredor escuro até o final logo atrás da ruiva, olhava apenas ela, sem reparar no lugar. Adentrei a cela e logo me sento na cadeira como Violet indicou, deixei que me amarrasse, ainda a seguia com os olhos. Me arrepiei com os dentes da ruiva e respondi a pergunta, "Na Academia St. Vladimir", logo depois de responder a pergunta foi como se eu acordasse, olhei pros lados observando o lugar com certo desespero, movi os braços e as pernas desperadamente, percebendo que estava preso, remunguei baixo ao sentir as cordas me apertarem, vi Violet em meu colo, inclinei o pescoço pra trás, gritei comigo mentalmente, IDIOTA! IDIOTA!.
avatar
Erick Oliver

Idade : 29
Mensagens : 182
Data de inscrição : 12/06/2010

http://desabafosmascarados.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Violet von Unwerth em Qui Jul 01, 2010 12:44 am

Ah! *Violet teve que olhar para o dhampir quando ele respondeu a sua pergunta, que bateu com suas expectativas. Ela só podia estar vivendo um de seus melhores dias. Os planos em sua cabeça mudaram drasticamente. Ela não mais o mataria; Ela o torturaria um pouco e o mandaria de volta para a Academia, com um recadinho para sua adorada Kirova. Nem mesmo a agitação do dhampir foi capaz de tirá-la de seu estado de extase. A Strigoi não esperava começar com seus planos de vingança tão cedo, mas aquilo estava mais do que ótimo. Levou ambas as mãos até os ombros dele e o chocou firmemente contra a cadeira. Seu olhar era faminto e quase selvagem.* Fique quietinho... vais aproveitar muito mais assim. *Oh, como ela queria mordê-lo. Mas não seria tão divertido machucá-lo se ele estivesse sob o efeito das endorfinas, dessa forma deixaria para mordê-lo depois. Levantou-se de seu colo e de repente reparou nas tatuagens que ele tinha.* Que desenhos bonitos tens aí, meu querido. Vamos ver que outras obras de arte teu corpo me reserva. *Pegou um pequeno e enferrujado canivete que estava sobre um pequeno móvel de madeira. Usou-o para cortar a blusa de Erick, revelando as outras tatuagens que ele tinha. Debruçou-se sobre o corpo dele e passou a deslizar a lâmina daquele mesmo canivete pelas tatuagens de um dos antebraços de Erick, como se contornasse os desenhos, descendo por toda a extensão do braço. Quando uma boa quantidade de sangue fluia pelos cortes um pouco profundos, ela debruçou-se ainda mais e, ainda controlando sua sede, lambeu o sangue lentamente. Aquele sangue era mais apetitoso e mais nutritivo do que o do humano, aquele dhampir era um verdadeiro banquete. Quando o sangue já estava seco sobre um dos braços, a Strigoi repetiu o procedimento pelo outro braço do dhampir.
avatar
Violet von Unwerth

Mensagens : 115
Data de inscrição : 20/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Erick Oliver em Qui Jul 01, 2010 1:00 am

Foi estranho, o olhar de Violet me faz estremecer e eu suspirei fundo em seguida, de certa forma a situação era excitante. A acompanhei com os olhos, sorri com certa ironia ao ouvir o elogio que ela me faz, me mantive quieto, afinal não tinha o que fazer, estava preso e não conseguiria me soltar tão facilmente, a voz voltou a me atazanar e ouvir aquilo era o que eu menos precisava agora, inclino novamente o pescoço pra trás, gemendo baixo ao sentir a pele arder por conta dos cortes, apertei os olhos um pouco soltando mais um, deliciado ao sentir a língua da ruiva, eu estava sentindo prazer e me culpava por isso, eu não deveria, fechei o punho com força, com raiva.
avatar
Erick Oliver

Idade : 29
Mensagens : 182
Data de inscrição : 12/06/2010

http://desabafosmascarados.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Violet von Unwerth em Qui Jul 01, 2010 1:19 am

*Enquanto terminava com o outro braço do dhampir, Violet pôde ouví-lo gemer e aquilo a instigava a continuar, mas, estranhamente, aqueles gemidos não continham só dor. Ela podia sentir que ele estava gostando daquilo. Colocou o canivete sobre uma das coxas dele. Levou as mãos até o rosto dele e o segurou, fazendo-o encará-la enquanto ela sorria maliciosamente. Sua voz soava como o ronronar costumeiro.* Então estás gostando disso, Erick...? Espere até ver o que virá. *Selou-lhe os lábios com os próprios demoradamente e retornou a posição ereta de antes. Admirou o "trabalho" feito nos braços dele e então observou o conjunto de estrelas que ficava no baixo ventre do dhampir, sendo que parecia haver mais uma, cuja mais da metade estava coberta pela calça jeans escura. Estrelas... Violet adorava estrelas. A Strigoi pegou os farrapos que antes formavam a camisa do dhampir e colocou-os no chão, ajoelhando sobre os mesmos. Com a mesma suavidade pertencente aos seus toques, Violet espaçou as pernas de Erick e ficou entre as mesmas. Abriu o botão de sua calça e abaixou um pouco a barra de sua roupa íntima, apenas para que pudesse ver a quinta estrela por completo. Pegou o canivete que estava sobre sua perna e deslizou-o lenta, porém firmemente pela primeira estrela. Os primeiros fios de sangue a fizeram lamber os lábios, já manchados pelo sangue do dhampir, conforme ela ia "limpar" a primeira tatuagem. Repetiu o mesmo processo pela segunda, terceira, quarta e até mesmo pela quinta, na qual Violet propositalmente demorou-se mais.*
avatar
Violet von Unwerth

Mensagens : 115
Data de inscrição : 20/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Erick Oliver em Qui Jul 01, 2010 1:42 am

Olhei nos olhos da ruiva demonstrando certa raiva, apesar do sorriso nos meus lábios ser realmente sacana, eu não poderia negar, eu tava gostando disso, e assim que ela me perguntou, deixei que o sorriso se alargasse ainda mais, correspondi ao selo, sugando os lábios de Violet, avancei nos lábios dela novamente como se pedisse por mais, mas sem conseguir, eu estava sentindo vontade de tocá-la, era estranho como eu podia sentir prazer no que era pra ser uma tortura. Observei cada movimento de Violet, ficando surpreso ao vê-la se ajoelhar a minha frente, não ofereci resistência, deixando que afastasse minhas pernas, segurei o ar, prestando atenção no que ela iria fazer, não era possível que ela fosse fazer o que eu estava imaginando, logo conclui que estava certo. Senti mais uma vez o canivete sobre minha pele e logo a mesma arder por conta do corte, soltei um gemido mais alto, a ardência ali era maior, ri malicioso ao vê-la lamber os lábios, ela não tinha noção do quanto ela fazia aquilo ser prazeroso pra mim, soltei um gemido baixo e deliciado por conta da dor, chamando pelo nome da strigoi.
avatar
Erick Oliver

Idade : 29
Mensagens : 182
Data de inscrição : 12/06/2010

http://desabafosmascarados.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Anna Ivashkov em Qui Jul 01, 2010 9:53 am

OFF: GENTE. :O Violet safadinha Twisted Evil

_________________________________________________


"So I learn to love the pain, 'cause it's all that I can feel... And I'll forget you everyday."

- Anna Louise Fox Ivashkov. Moroi - Fogo. 17 anos. -
avatar
Anna Ivashkov
Moderadora

Idade : 24
Mensagens : 682
Data de inscrição : 09/06/2010

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=9084730797437281995

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Violet von Unwerth em Qui Jul 01, 2010 11:10 am

OFF: O Erick é pior. ERTPOYHKG´PORFTKYHTPORGKPOREOP ;;
avatar
Violet von Unwerth

Mensagens : 115
Data de inscrição : 20/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Violet von Unwerth em Qui Jul 01, 2010 10:45 pm

*A voz arrastada do dhampir chamando pelo nome da Strigoi a fazia sorrir contra a pele quente dele em contraste com os lábios gélidos dela. Ele era uma presa um tanto quanto curiosa para Violet, que estava se aproveitando mais do que o normal a tortura. Embora sentisse um pouco de frustração por não estar lhe causando uma dor real, ele estar aproveitando junto a ela a fez perguntar-se se ele não seria uma boa aquisição. O quanto poderia se divertir com o seu novo brinquedinho, mas ela não podia desviar-se de seu objetivo original: Estava ali para se vingar e seu anseio por aquilo era maior do que seu desejo por diversão. Além do mais ela sabia que se aquele dhampir estava aproveitando tanto assim a tortura, ele provavelmente tornaria a procurá-la. Cedo ou tarde. A ardência em sua garganta, causada pela sede de sangue, estava quase insuportável e oh, como Violet queria o sangue daquele ser que provara ser enigmático. Levantou-se do chão e, após juntar mais uma vez as pernas do dhampir, tornou a sentar-se em seu colo. O canivete ficou sobre as próprias pernas enquanto ela distribuia beijos por uma pequena extensão do pescoço dele. Uma das mãos foi aos cabelos dele, que ela passou a massagear e prender algumas mechas entre dedos e puxá-las para si com alguma força enquanto os caninos perfuraram-lhe o pescoço. Como era doce seu sangue. Violet não cessou os toques nos cabelos dele, porém fechou os olhos, lembrando-se a todo instante que não poderia matá-lo.*
avatar
Violet von Unwerth

Mensagens : 115
Data de inscrição : 20/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Convidad em Qui Jul 01, 2010 11:33 pm

Acordou ouvindo um barulho estranho. Vinha de baixo. Calabouço.
Foi ao quarto da strigoi ruiva e não a encontrou. Foi comer e não o chamou, a raiva encubada começou a se mostrar presente. Vestiu-se adequadamente para a situação, nenhuma das suas melhores roupas, certamente Violet pegou um humano e suas roupas valiam muito mais do que um miserável humano. Dirigiu-se ao calabouço.
Surpresa e fome em seu rosto. Um dhampir? E eles estavam fazendo... Fazendo o que? Confusão agora tomava conta das suas expressões.
- Ora, ora. Lanchinho e ninguém me chama? - Arqueou as sobrancelhas e mostrou um breve, mas malicioso sorriso. Agora era divertido ver como seu estado era deplorável. Quem costumava comer em cima de uma cama limpa e luxuosa? Quem está comendo em um - virou a cabeça de um lado e do outro - calabouço?
- Querida Violet, a que ponto você chegou? - Em uma velocidade impressionante ficou em frente a strigoi e pegou em seu queixo levemente, puxando-o para si. Os lábios pertos e os sorrisos divertidos passando de um para o outro.
- E por que não me chamou? Estou farto disso.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Erick Oliver em Qui Jul 01, 2010 11:36 pm

De certa forma, Violet estava mesmo me torturando... Como eu queria estar solto e poder tocar o corpo da ruiva, retribuir o prazer que ela tava me proporcionando. Bom, pelo menos minha calça ela tinha aberto assim, nada me incomodava muito, observei ela se levantar e se sentar novamente sobre meu colo, abri um sorriso largo e sacana, suspirei fundo, Ela tá fazendo tudo que eu gosto e nem tá sabendo..., ri baixo malicioso. Esquecendo que eu tava preso, tentei levar minhas mãos aos coxas de Violet, mas lógico que não consegui, resmungando mais uma vez, sentindo as cordas me apertarem de novo. Fechei os olhos, me arrepiando por inteiro com os lábios gélidos da ruiva pelo meu pescoço, logo estremeci quando ela colocou os dedos entre meus cabelos, chamei por ela novamente num murmurio, ela estava realmente me tirando do sério. Quando menos esperava senti os dentes de Violet perfurarem minha pele, apertei os olhos e gemi arduamente de dor, logo relaxei sobre a cadeira, deixei que minha cabeça pendesse pra trás, eu nunca tinha sido mordido antes e a sensação era ótima, abri os olhos aos poucos com certa dificuldade enquanto sorria bobamente.
avatar
Erick Oliver

Idade : 29
Mensagens : 182
Data de inscrição : 12/06/2010

http://desabafosmascarados.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Violet von Unwerth em Qui Jul 01, 2010 11:52 pm

*Violet sentiu o cheiro de Draco, conscientizando-se de que ele logo estaria no Calabouço. Quando ouviu sua voz, ela abriu os olhos e retirou os caninos do pescoço do dhampir. Ainda sentada lateralmente no colo dele, virou-se para o Strigoi, sem dar-se ao trabalho de procurar por algum pano para limpar o sangue de seus lábios, lambendo-os.* Não sei quando a você, meu querido, mas eu não gostaria que o meu quarto ficasse sujo e cheirando a dhampir. Não é como se o ambiente já não estivesse ruim o bastante. *Quando o rosto foi segurado pelo Strigoi, ela aproveitou-se da proximidade para olhá-los nos olhos e provocá-lo.* Estás vendo esse dhampir? Chama-se Erick. Ele... tem me entretido bastante. Estava pensando em adotá-lo como meu novo brinquedinho, ou talvez até o transformasse em Strigoi... seria uma bela aquisição, não achas? *Inclinou-se um pouco na direção de Draco e lambeu-lhe os lábios, afastando-se em seguida com o costumeiro sorriso maldoso nos lábios. Ela não transformaria Erick. Não agora. Quem sabe se um dia o encontrasse... Seria um desperdício matá-lo. A mão que permanecia nos cabelos do dhampir tornou a massagear os fios, num afago suave demais para a Strigoi.*
avatar
Violet von Unwerth

Mensagens : 115
Data de inscrição : 20/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Erick Oliver em Sex Jul 02, 2010 12:41 am

Permaneci com o pescoço inclinado pra trás por mais algum tempo, aproveitando a brisa e assim que ouvi uma voz masculina, resolvi levantar o rosto pra ver quem era o dono, mas não precisei me esforçar, logo ele estava próximo de Violet e eu podia vê-lo facilmente dali, ri realmente baixo ao ouvir a ruiva falar sobre mim para o strigoi. Me mantive daquele jeito, não queria provocá-lo, não sabia do que ele era capaz, fiquei ali só ouvindo a conversa e aproveitando o cafuné que Violet me fazia, fechei os olhos e suspirei fundo.
avatar
Erick Oliver

Idade : 29
Mensagens : 182
Data de inscrição : 12/06/2010

http://desabafosmascarados.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Convidad em Sex Jul 02, 2010 8:56 am

Percebeu que a ruiva o provocava cada vez mais. - Outro strigoi? Não. Puxou-lhe pelo braço e a encarou. - Por favor, Violet. Parecia um cãozinho com medo de ser substituido. Já não ganhava muita atenção, com outro strigoi então... Violet lambeu os lábios dele, como ele se lembrava daquela sensação, daqueles mesmos lábios em seu pescoço quando foi transformado, como era boa. E agora? Agora estava naquele dhampir. Chegou mais perto e mais perto. Puxou-a pela cintura e beijou os lábios devagar e foi acelerando o beijo com o tempo. Lembrava-se perfeitamente como aqueles lábios eram macios e ao mesmo tempo quente (mesmo que seja uma strigoi agora, continuava da mesma forma, só que com os sentidos aguçados, tornavam-se melhores).

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Violet von Unwerth em Sex Jul 02, 2010 10:24 am

*Arqueou uma das sobrancelhas, surpresa com reação do outro Strigoi, surpresa que foi o bastante para tirar o sorriso maldoso de seus lábios. Esperava que ele fosse xingá-la ou sair do Calabouço estressado mas não, ele a pediu para não fazer aquilo. Ela o vira mudar de postura recentemente, mas essa foi demais. Ainda se encontrava no estado de pequena estupefação quando foi puxada por Draco, de forma que não pôde impedí-lo. Embora os lábios estivessem ocupados demais, com os alheios, para respondê-lo, Violet sorriu suavemente antes de dá-lo o prazer de lhe retribuir o beijo. Os olhos se fecharam e as mãos pousaram firmemente sobre os ombros dele. Como não poderia deixar que ele se acostumasse com aquele tipo de reação, mesmo durante o beijo, a Strigoi mordeu-lhe o lábio inferior com certa forma como numa advertência.*
avatar
Violet von Unwerth

Mensagens : 115
Data de inscrição : 20/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Erick Oliver em Sex Jul 02, 2010 12:14 pm

Abri os olhos e me sentei direito na cadeira de forma preguiçosa ao que percebi que Violet não estava mais em meu colo, queria saber onde ela tinha ido, Não... Ela não pode me deixar aqui..., assim que elevei meu rosto pude ver os dois, ainda com a cabeça longe, a mordida de Violet ainda estava fazendo efeito e eu estava zonzo, ri baixo mais uma vez, vendo a ruiva e outro strigoi se beijando, murmurei com a voz mole, "Ok então... Prometo que não vou olhar.", fechei os olhos e ri baixo novamente.
avatar
Erick Oliver

Idade : 29
Mensagens : 182
Data de inscrição : 12/06/2010

http://desabafosmascarados.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calabouço

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum